Cornetada Vitoriana nº 152: O Fluminense lidera o bizarro campeonato carioca de piada pronta

Pra falar a verdade, do mesmo jeito que temi pelo pior antes do começo do jogo contra o Fluminense, imaginei um triunfo bíblico sobre a freguesia burguesa decadente. Por causa dos buracos no nosso time provocados tanto pela burrice dos jogadores, os suspensos, quanto pela tresloucada CeBeEfe, na marcação de amistoso inútil da selecinha para dia de rodada do Brasileirão, e mais a virose que abateu nosso grande Felipe, o paredão da Gávea, achei que havia uma pequena possibilidade de the cow go to the marsh. Mas o que me dava uma esperança tremenda reside naquilo que sempre me dá esperança quando o Flamengão Doutrinador de times de todas as Divisões está nessa situação: a tríade adversário embalado X oba-oba inconseqüente X Manto Sagrado. O Flamengo é sempre Flamengo nessas horas e, em muitos casos, nem precisa jogar. Basta entrar em campo que sai com a vitória. Domingo, não foi diferente.

Claro que temos que falar do gringo Botinellicovic! De substituição mal feita a herói da peleja foram precisos só 25 minutos. Ou menos, se considerarmos o jogo jogado pelo argentino, e não só os gols. Mandou muito o narigudo e pode não fazer mais nada na vida que já entrou pro sagrado hall da fama Rubro-Negro de celebridades catequistas de mulambos em geral. Só o Flamengo produz ídolos dessa categoria. O resto até o faz, mas caem no esquecimento tão rápido quanto suas glórias. Valeu Botinelli!

E o que dizer do chororô da rapaziada afetada do Flor, liderada pelo Abelão, hein? Ou, é piada pronta demais! Parece que os três patetas desistiram de lutar contra o Flamengo e passaram a disputar um campeonato bizarro paralelo no qual o campeão leva o título de Piada do Futebol Carioca. O que foi aquilo? Olha, o Flu até que jogou melhor em algum momento do jogo, pouco, sabemos, que é o máximo que eles conseguem contra a gente. Mas achar que um lance involuntário foi uma cotovelada cruel, ver pênalti onde só houve um encontrão, reclamar de falta só porque a bola entrou, pois na hora ninguém falou nada, dar piti na beira do gramado, peitar juiz, ficar bravinho com uma expulsão justa, cuspir no colega de trabalho e acertar o companheiro de clube e falar coisas impublicáveis para o pobre do fraco juiz foi um tanto sem cabimento. Claro, alguém tinha que atrapalhar a glória da festa Rubro-Negra. Coisa de time pequeno!

Bom, falei que o juiz é fraco, mas não falei porquê. Pois bem, alguém aí se lembra que o lateral que originou o lance do segundo gol do Flor foi mal marcado pela cega bandeirinha? Eu lembro! A bola era do Flamengo, claramente. E que metade dos caras deveria ter sido posta pra fora ao partir pra cima da arbitragem, alguém lembra? Mas isso os nervosinhos fluminenses não falam, naturalmente. Agora, por causa de uma falta, supostamente mal marcada, pois muita gente boa tem dúvidas, e que originou uma bicuda milagrosa contra a rede laranjeira, esquecendo que isso nada tem a ver com um lance de ponto de vista e que a bola entrou mesmo, neguinho tá dando ataque de pelanca. Tinha que ser Fluminense mesmo…

O Abel pediu um gol de bunda durante a semana. Conseguiu!

Mas a melhor ainda está por vir. Quer dizer que o comandante do esquetche verde-grená (?) não quer que seus bravos comandados mostrem a calcinha por aí, é? Rá! Meritíssimo, sem mais perguntas…

Flamengo até morrer!

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • RODRIGO DIAS  On 12 outubro, 2011 at 1:22 am

    Bôua, especialmente o final.
    SRN

    Rodrigo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: