Cornetada Vitoriana nº 199: Sobre Flas e Flores

No jogo da elegância contra a vergonha, deu a vergonha!

No jogo da elegância contra a vergonha, deu a vergonha!

Ih, rapá, não é que tomamos uma traulitada sinistra do Flor ontem? Geral sabe que já não sou muito chegado a posts pós jogo. Em derrota, então, pelamodeDeus! Mas é como comentei com minha linda namorada, minha companheira de dissabor na noite do sabadão: nem me importo muito quando o Mengão sofre um revés, coisas que acontecem bissextamente, ainda mais quando os adversários são a rafameia de Laranjópolis, desde que jogue com fé. Entenda-se fé como a sagrada mescla do mantra Raça, Amor e Paixão. Bem fez ela em manter-se atualizada durante o jogo nas redes sociais. Jogamos mal bagarai, e não tem justificativa que encubra isso, nem recibo a passar.

Mas o deus Baco deu o ar de sua graça por essas paragens, bateu o espírito de Luís de Camões nessa pobre alma perdida, literal e metaforicamente, e os dedinhos se puseram frenéticos na teclação dessa carroça tecnológica que até que manda bem. A maçãzinha é foda! Além disso, poucas vezes tive tanta coisa pra dizer sobre uma partida de futebol, já que os pessoal tricolor é pródigo em nos encher de inspiração e assunto para comentar.

Bem, sendo bastante breve na cornetagem do jogo, duas palavras pra resumir nossa apresentação diante dos bilhardários que foram ao Maraca, nossa casa, ontem: lixo. Nem tanto em relação ao segundo tempo, que foi até bacana. Mas nenhum jogo, e quero, juro que quero, queimar minhas digitais no mármore carrara do inferno, que nenhuma partida do ludopécio mundial pode ser boa com o meu amigo Erazo Carlos escalado. Meu Pai, não lembro nem do Piá, do Jr. Baiano ou do Gustavo Geladeira errarem tanto em um só jogo! O cara foi o melhor jogador do Fluminense com a camisa do Flamengo em campo ontem. E olha que já vi nego fazer besteira na nossa zaga!

Como disse, poucas vezes tive um arsenal tão grande de itens a comentar quanto ontem. Outro deles, e, talvez, o mais digno de nota, é a felicidade que contagia os gatos pingados florminenses quando, vez ou outra, triunfam sobre a gente. Parece que os nego ganharam um campeonato mundial, o que eu imaginava que fosse privilégio dos viceínos. Deve ser pela dificuldade de realização de clássicos interdivisionais, né? Ou porque os caras temem, cheios de razão, que esse pode ter sido o único Fla X Flor de 2014. Sei lá, vai saber. Acho que ser vítima de bullying motiva mesmo a cambada esquisitona. O fato é que temo por minha liberdade, uma vez venho cometendo essa infração reiteradas vezes nas últimas semanas. E, ao que parece, isso é delito agora… Deus castiga e os meganhas prendem!

No entretanto, nada esconde a vergonha de sair na rua hoje, depois de uma tunda como a sofrida ontem. Vai lá, perder faz parte da parada, em que pese não sabermos o que é isso há mais de dois meses. Mas, pra um time da Segundona, com gol de um cara que pesa mais de meio quilo por centímetro de altura (acredite, isso é obesidade mórbida para um atleta, a menos que ele seja lutador peso pesado!) e que rolou pra cima da gente, e às vésperas da estreia na Liberta, é muito vexa pra pouco índio! Deus é mais!

Por ora, é isso. Achei que tinha muito o que falar, mas parece que superestimei os parcos poderes do FluminenC e sua torcida maluca sobre o Mais Querido do Mundo e a Magnética fodona. Mas continua comovente a alegria dos caras com essa vitória. Manifestações ainda estão chegando nas mídias, mesmo dado o adiantado, e garanto que é adiantado, sim, da hora.

Nunca pensei em falar de um jogo em que o Gum não errasse nada. Queima, língua!

Os caras ganharam em campo. Legal isso. Legal, apesar de não combinar muito com o clube-personagem em pauta. Menos para o departamento jurídico de Laranjalândia, que vai ficar sem pagamento esses dias por falta de tapetão pra entrar.

Chega o tempo em que superioridade se resume a reconhecer a derrota para os menores históricos e mais fracos contumazes. A supremacia Rubro-Negra é feita disso.

Flamengo até morrer!

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Rodrigo Dias  On 9 fevereiro, 2014 at 1:00 pm

    Boa!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: