cornetada vitoriana 277: é preciso saber perder

53d46f43c59b8c353ed00c21b357b1ee“É preciso ter cuidado pra mais tarde não sofrer. Toda pedra do caminho você pode retirar.” E é, sim, preciso saber perder também. Não, não precisava ser como foi hoje. Seria menos chato e doloroso se fosse com dignidade. Mas foi quando podia. Minha linda, amada e inseparável consorte (com sorte mesmo, ô mulher incrível!), em seu inefável desejo de mostrar o conhecimento boleiro que só quem fecha com o lado Rubro-Negro do espectro pantenístico tem moral pra fazer, levantou a hipótese de que era melhor ter sido o contrário em relação ao resultado de Grêmo e Fla na quarta passada – sugerindo a possibilidade de inverter os placares. Não, não é possível. E nem desejável. Temos mais 21 rodadas pra nos recuperarmos do papelão de hoje (que já estava nos planos, é bom que se diga). Mas um revés como esse na C do B seria bem complicado de reverter.

Bom, por que afirmei que a derrota de hoje estava nos planos, sem, obviamente, considerar as condições favoráveis do pré-jogo? Digo isso aqui todo ano, em uma das, no mínimo, duas vezes em que temos que renovar nosso visto para uma incursão aos pampas galdérios do Uruguai do Norte, isso quando nosso nobre host não está chafurdando na lama inglória de alguma divisão subalterna do ludopécio nacional: o Flamengo não se cria pra cima do Grêmio. Isso certamente está em algum livro do Primeiro Testamento, de tão catastrófico, mas indubitável que é. É praticamente um axioma. O que explica a comemoração ensandecida no empate de quarta.

Bem, mas, como se diz, no entretanto, e lembro ser desnecessário acautelar o nobre distraído que desafortunadamente possa ter caído por essas paragens, o que é importante segue após o ‘mas’, o Flamengo de hoje foi nada menos que patético. Mandou mal, como se fosse o Flamengo do ano passado ou o do começo desse ano. Anêmico, distraído, indolente, inútil. Muito ruim em todas as 10 posições à frente do goleiro – esse coloco em um outro patamar e está perdoado de qualquer mal que, porventura, tenha cometido. Não, não cometeu. Mas o Fla? Tonto. Desnorteado. Preguiçoso. Não vou citar nominalmente jogadores e fraquezas, mas Rodinei, Juan, Tuller, Renê, Cuéllar, Jean Lucas, Everton Ribeiro, Uribe, Vitinho e Paquetá jogaram muito, muito mal. E ponto. Parecia que o Flamengo é que tinha mandado a campo um time reserva. O que só ajuda a piorar a lengalenga flamenga no dia de hoje. A esquecer.

Os anti piram. A banda segue. Mas o horror pode vir amanhã, com a quase certa derrota do V4sco no Morumbi. Se bem que o São Paulo…

Agora, é catar os caquinhos e seguir em frente. Há de se aprender algo com isso. Quarta tem mais. Decisão. Mata-mata. Sufoco, bicho. Vamos!

Grêmio 2X0 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 17.

Flamengo até morrer!

Anúncios
Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: