Autor do arquivo: vitoraflael

Administrador de Empresas (UnB, Brasília, DF, 1993), com MBA em Marketing (FGV, Brasília, DF, 1999) e em Gestão da Comunicação (Universa, Brasília, 2006).

cornetada vitoriana 278: Ficou barato

001_1024x1024

O caos

Segundo diversas tradições mitológicas, caos é o vazio primordial colossal, ilimitado e indefinido, que precedeu e propiciou o nascimento de todos os seres e realidades do universo. Para a filosofia, similarmente, é o estado de caráter desordenado e indiferenciado de elementos que antecede a criação dos tempos. É a bagunça, a desarmonia, a confusão. Podem chamar o Flamengo que vocês viram (não) jogar ontem contra o Cruzeiro disso tudo aí acima.

Não dá pra esperar resultados diferentes fazendo a mesma coisa sempre. Esse é um bom conceito para a palavra burrice. Não quero exatamente atribuir a alguém a alcunha de asno, mas não se pensa futebol com o estômago. Quem faz isso é conhecido como torcedor. Estamos um pouco longe ainda de nos impormos frente a times preparados, bem treinados, e, sobretudo, velhacos, como de regra são os times comandados pelo Brother Menezes. Acho que ele só não conseguiu isso no próprio Flamengo de 2013, razão pela qual, acho, ele pediu penico e vazou pela porta dos fundos. Dane-se!

Fato é que o menino Barbieri careceu de um pouco de malandragem ontem, o que sobra no técnico norte-uruguaio. Até demais. Liderar a maior parte do Brasileirão não credencia time nenhum a dormir no ponto e perder o ônibus rumo ao triunfo nas demais competições. Sapatinho mode on e oba-oba nível zero deveriam ser estatutários no Clube de Regatas do Flamengo. Escalar o time apropriado pra jogar contra uma equipe experiente também seria aceitável e mais produtivo. Me pareceu que o Cruzeiro entrou pra espremer, pra não deixar o Flamengo jogar, jogar mesmo, ir um pouco além de ficar com a bola nos pés. Jogar no sentido de fazer jogadas, de atacar, de infiltrar e chutar a gol. 66% de troca de passes estéreis na frente do círculo central não servem. E o Mano conseguiu neutralizar isso tudo simplesmente impedindo o Fla de fazer o que faz de melhor: atacar. É bem verdade que um gol antes dos primeiros 10 minutos de jogo ajudam muito. Foram decisivos ontem. Para o nosso lamento. Para a nossa tristeza. Ah, desnecessário lembrar que esses 2 a 0 são uma merda em si, mas no Maraca, foram o horror.

A coisa estava tão feia que o mito (ahah) Dedé, notável por ser um dos maiores clientes pessoa física que o Flamengo já fidelizou, se criou pra cima da gente. Bizarro! E o Fábio, que fez a carreira praticando as defesas mais difíceis que um goleiro pode fazer somente contra a gente, nem sequer sujou o fardamento. Sei porque acompanho!

Falando em horror, já está mais que na hora de a diretoria fodástica Rubro-Negra atentar para o fato de que é mais importante ter torcedores apoiando que sócio-torcedores tirando onda. Não, uma parte maior dos ingressos não tem que custar um rim e ir pras mãos da galera de iPhone. Sim, o humilde trabalhador das massas ignaras, assalariado, sofrido e desdentado, tem que ter mais acesso em jogos grandes como o de ontem. A empolgação da Magnética não vem do Leblon. Ou que essa galera aprenda a torcer. Não tenho nenhuma inclinação a apoiar essa aberração esquerdista (mais uma!) de “função social” das coisas. Estou egoisticamente pensando é na energia que a massa entrega ao time, o que a turma da camisa Tommy Hilfiger e do cardigã nos ombros infelizmente não consegue sozinha. E o Fla tem receitas diversas de monta elevada o suficiente para não precisar ser mesquinho na hora de precificar ingresso.

Outra conclusão a que cheguei nos últimos dias, principalmente após as duas derrocadas nos últimos dois jogos: não dá pra ganhar tudo. Tríplice coroa é algo que nunca aconteceu no Brasil e, na Europa, ocorre bissextamente, e com times de outros planetas. Portanto, a adversidade do malogro em um dos três torneios de maior monta do calendário não pode ser vergonha. Vergonha é como será isso. Espero que a potencial eliminação nesta Libertadores, torneio com o qual estou quase afirmado que somos incompatíveis, seja a única neste resto de temporada. A ver.

Flamengo 0X2 Cruzeiro, Copa Libertadores 2018, Oitava de Final – ida.

Flamengo até morrer!

Anúncios

cornetada vitoriana 277: é preciso saber perder

53d46f43c59b8c353ed00c21b357b1ee“É preciso ter cuidado pra mais tarde não sofrer. Toda pedra do caminho você pode retirar.” E é, sim, preciso saber perder também. Não, não precisava ser como foi hoje. Seria menos chato e doloroso se fosse com dignidade. Mas foi quando podia. Minha linda, amada e inseparável consorte (com sorte mesmo, ô mulher incrível!), em seu inefável desejo de mostrar o conhecimento boleiro que só quem fecha com o lado Rubro-Negro do espectro pantenístico tem moral pra fazer, levantou a hipótese de que era melhor ter sido o contrário em relação ao resultado de Grêmo e Fla na quarta passada – sugerindo a possibilidade de inverter os placares. Não, não é possível. E nem desejável. Temos mais 21 rodadas pra nos recuperarmos do papelão de hoje (que já estava nos planos, é bom que se diga). Mas um revés como esse na C do B seria bem complicado de reverter.

Bom, por que afirmei que a derrota de hoje estava nos planos, sem, obviamente, considerar as condições favoráveis do pré-jogo? Digo isso aqui todo ano, em uma das, no mínimo, duas vezes em que temos que renovar nosso visto para uma incursão aos pampas galdérios do Uruguai do Norte, isso quando nosso nobre host não está chafurdando na lama inglória de alguma divisão subalterna do ludopécio nacional: o Flamengo não se cria pra cima do Grêmio. Isso certamente está em algum livro do Primeiro Testamento, de tão catastrófico, mas indubitável que é. É praticamente um axioma. O que explica a comemoração ensandecida no empate de quarta.

Bem, mas, como se diz, no entretanto, e lembro ser desnecessário acautelar o nobre distraído que desafortunadamente possa ter caído por essas paragens, o que é importante segue após o ‘mas’, o Flamengo de hoje foi nada menos que patético. Mandou mal, como se fosse o Flamengo do ano passado ou o do começo desse ano. Anêmico, distraído, indolente, inútil. Muito ruim em todas as 10 posições à frente do goleiro – esse coloco em um outro patamar e está perdoado de qualquer mal que, porventura, tenha cometido. Não, não cometeu. Mas o Fla? Tonto. Desnorteado. Preguiçoso. Não vou citar nominalmente jogadores e fraquezas, mas Rodinei, Juan, Tuller, Renê, Cuéllar, Jean Lucas, Everton Ribeiro, Uribe, Vitinho e Paquetá jogaram muito, muito mal. E ponto. Parecia que o Flamengo é que tinha mandado a campo um time reserva. O que só ajuda a piorar a lengalenga flamenga no dia de hoje. A esquecer.

Os anti piram. A banda segue. Mas o horror pode vir amanhã, com a quase certa derrota do V4sco no Morumbi. Se bem que o São Paulo…

Agora, é catar os caquinhos e seguir em frente. Há de se aprender algo com isso. Quarta tem mais. Decisão. Mata-mata. Sufoco, bicho. Vamos!

Grêmio 2X0 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 17.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 276: Lincoln, herói de uma Nação

downloadO que foi isso que vimos hoje, amigos? O melhor jogo de futebol após a Copa? O melhor jogo de futebol do ano, incluíndo os da Copa? O melhor jogo do Flamengo contra o Grêmio de Futebol Portoalegrense em décadas? Aliás, com esse nome, se o Grêmio fosse uma loja, ele se chamaria Loja? Se fosse um carro, se chamaria Carro?

Bem, o Flamengão Doutrinador Catequético Evangelizador do balípodo nacional foi à bela capital do Uruguai do Norte e deu uma aula futebolística à segunda força daquelas belas terras gaudérias. É bem verdade que useira e vezeiramente não nos criamos pra cima dos caras, mas hoje, em que pese não termos feito mais gols que eles, o empate foi com sabor de goelada para a Magnética mais linda do mundo. Só pra geral ter ideia do massacre, no segundo tempo foram 17 chutes, sendo 4 ao gol e 9 bloqueados pela defesa, contra zero, Z-E-R-O, do adversário e 67% de posse de bola. Um açougue!

Bão, de resto, temos mais um importante jogo contra os caras, mudando, desta feita, a chave para o Brasileirão. Temos que, ao menos, empatar, para manter a dianteira na competição e podermos dizer, dependendo somente de nossos esforços, a máxima bravata mais que verdadeira e pertinente: segue o líder!

Não dá pra finalizar sem, antes, mandar uma letra sobre nosso herói, o aspira Lincoln: nunca critiquei. E parei, mesmo sem ter começado. Humilhou o Dourado, pior investimento do mundo, duplamente hoje: ao entrar e deixá-lo no banco e ao marcar o golaço do empate nos acréscimos. Já é mais famoso no mundo que o egresso de Tricolândia.

Grêmio 1X1 Flamengo, Copa do Brasil 2018, Quarta de Final – ida.

Flamengo até morrer!

 

cornetada vitoriana 275: Fake news

fake-news_istock1O Flamengo entrou em campo ontem visivelmente sonolento e sem vontade,  como se o jogo em questão não valesse pontos. Contra o incrível e injustiçado campeão brasileiro da primeira divisão de 1987, torneio do qual nem sequer participamos e, se o tivéssemos feito, com perebas do calibre de Renato Gaúcho, Bebeto, Leonardo, Zico e outros tantos refugos, não teríamos nenhuma chance perante a esquadra liderada por Emérson Leão, notório treinador do qual fomos fregueses contumazes, quase não ganhamos de 4 a 1. O Sport, a quem muitos atribuem a posição das listas da camisa e as cores flamengas outrora azul e amarelo, é um time ajustado, bom em todos os setores, franco favorito à vitória contra uma Fla amedrontado, cansado, desgastado, num Maracanã um pouco longe de sua capacidade máxima.

O jovem Diego Ribas, um primor de acerto em tudo o que tentou, deve ser mantido no time incondicionalmente. Não é tão bom quanto está parecendo, mas, penso, pode piorar um pouco ainda. Paquetá, depois que virou pereba para a maioria dos analistas da imprensa especializada e isenta, parece carecer de um pouco mais de inexperiência, já que vem mantendo o péssimo futebol que o afamou. No entanto, o mesmo não pode ser dito sobre o Cuéllar e seus erros de passe. Absurdos, diga-se de passagem. No mais, o time deu pro gasto ao meter uma tunda eivada de sorte no grande time pernambucano, em jogo duro. O placar foi injusto e não diz o que foi a peleja.

Para concluir, penso ser desnecessário acautelar o nobre leitor de que as informações até aqui são 100% isentas de verdade. De fato, pode-se dizer que a realidade é exatamente o oposto do grafado supra. Em tempos de combate a fake news, achei conveniente meter uma letra tendo o tema como pauta. Como vimos, notícias falsas sempre existiram. No mínimo desde 1987, mas há relatos de acontecimentos ulteriores e alhures. Ahah.

Apesar do assunto, chegou para se juntar ao grupo o Vitinho, maior contratação em termos de valores de um jogador pelo Flamengo. A ver.

Também não dá pra não deixar de mandar uma saudação sobre o mês de agosto que nos aguarda. É a hora de a onça beber muita água e de separar os homens dxs meninxs.

Flamengo 4X1 Sport, Brasileirão 2018, Rodada 16.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 274: Quero meu Manto!

terceiro-uniforme-fla

Terceira camisa do Flamengo: bonitinha mas ordinária

Afirma uma frase atribuída provavelmente a um pensador desconhecido que o respeito, quando imposto, remete à tirania, ao medo. Quando conquistado, fala-se de merecimento e reconhecimento. Eram somente 14 rodadas até ontem, a maioria delas tendo o Mengão papaizão severo na liderança, no topo do mundo, com um futebol justo, porém nem sempre convincente. A parada para a Copa e a saída do VJr. pra brilhar em campos europenses (sim, haters, isso já começou!) parecem ter-nos arrefecido o modo Flagelo da naufragália mal-vestida. Alinhavando a porra toda, esses fatos não me parecem ter garantido ao Flamengo, ainda, o respeito incondicional dos adversários, razão pela qual o Manto Sagrado Rubro-Negro, esse sim destemido e temido nos quatro cantos do mundo em função de décadas de glórias mis, deve ser ostentado em todas as situações possíveis. Portanto, departamento de marketing, “camisa azul feita de material reciclado que remete ao balanço das ondas do mar do Rio de Janeiro” my ass! Terceiro uniforme não é pra jogar, é pra vender.

Isto posto, um empate com o Santos na Vila Famosa é pra ser comemorado. Menos ontem, quando o rival se mostrou manco e beeeeeem fraco. Exceção feita ao tal Rodrygo.

Precisamos mesmo de laterais. Dá mais não com esses aí.

Até hoje, ‘siga o líder’ ainda me parece um conselho digno de ser acatado.

Santos 1X1 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 15.

Flamengo 2X0 Botafogo, Brasileirão 2018, Rodada 14.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 273: Segue seguindo

images

A pausa da Copa piorou o Flamengo?

Pois é, quem diria, perdemos um jogo, feito que pouco aconteceu esse ano. No Maracanã, então, tem coisa de seis meses. Obviamente, não há terra arrasada, mas é preocupante voltarmos a perder para times médios que jogam como pequenos: a maioria deles nesse Brasileiro é assim. Esse espaço não foi feito para gabações alienígenas, mas o São Paulo executou melhor sua proposta de retranca/dispensa da posse de bola/contra-ataque/amarração de jogo/cera/antijogo e levou essa. Parabéns aos caras.

O Flamengão doutrinador adestrador pontífice do ludopécio nacional líder de todo jeito mostrou alguma coisa boa ontem, várias ruins. Falemos sobre o Guerrero, por exemplo. Preso na marcação eficiente da couraça adversária, mostrou pouca mobilidade, o que deve ser atribuído à falta de ritmo. O tal Uribe melhorou seu desempenho, no entato. E mostrou que sabe ao menos seu lugar. Só precisa praticar o que treina, já que as notícias davam conta de que o cara mandou bem nas finalizações no Ninho.

O coitado do Rômulo mostrou que, realmente, não vai se criar no Flamengo. Não soube dar a proteção que precisávamos à frente da área e contribuiu pouco para um sucesso maior ontem. Sua saída aos 20 minutos do segundo tempo ajudou, e muito, na melhora do time. Podia ser cortado.

Paquetá, monstro, jogou pro gasto, mas merecia melhor sorte e posicionamento. Diego errou muito na segunda parte. Everton Ribeiro idem. Diego Alves: zero defesa, que me lembre, em que pese achar que poderia ter caído na bola do gol. Dos demais nem falo, porque não há mesmo o que falar. Por fim, um dado maneiro que pode querer dizer alguma coisa: foram 2 passes errados em 67% de posse de bola no primeiro tempo, segundo a imprensa golpista. Não é nada, não é nada, não é nada mesmo…

A impressão que me deu ontem é que se o Éverton ainda estivesse do lado certo da Dutra ganharíamos o jogo.

Flamengo 0X1 São Paulo, Brasileirão 2018, Rodada 13.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 272: Por favor, siga aquele… Líder!

onibus_lider

Segue aí!

Ah, vai seguindo aí. Com juiz, sem juiz, melhor elenco, melhor técnico… Segue o jogo! E o líder!

Palmeiras 1X1 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 12.

Flamengo 2X0 Paraná, Brasileirão 2018, Rodada 11.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 271: Dibre

34750833_1798551140210917_4178293478612008960_nÉ a essência do futebol. É o que diferencia o nosso ludopécio do da gringa. É o que faz termos Garrinchas e quetais, e vermos neles alegria. Quero mil Vinícius Jr. e Paquetá no meu time, e nenhum que os impeçam de fazer o que eles fazem. Tem gente que acha que o drible é mais importante que gol. Se o meu Flamengo tem drible e tem gol, fico feliz. Prefiro assim!

A arco-íris, essa rafameia mal vestida, mal informada e mal humorada, formada pelas mais diversas diversidades, todas elas fechadas com o errado, não aguenta ver a Magnética na felicidade só a ela peculiar em que se encontra. Não é fácil ser líder. Pro Flamengo, mais ainda. Agora, quando somos, engulam. É o mínimo. E respeitem, porque ISSO AQUI É FLAMENGO!

A tunda sensacional de ontem foi aqui pertinho de casa. Lindo de ver! Tava com saudades! Chupa, Flu! Aliás, contra o time principal é mais complicado, né? Tontos!

Fluminense 0X2 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 10.

Flamengo até morrer!

 

cornetada vitoriana 270: nunca critiquei

20180603182558265020o

Vizéu brilhou e manteve o trend topic #sigaolíder

Não, o Golden Henry, nosso heróico matador, não merece o prestígio e salário que tem. E sua substituição, obviamente, era mais que justa. Mas o escolhido, Menino Vizéu, não, né? Foi, burramente, o que pensei na hora. Oras, o cara escolheu seguir os passos do Zicão da Porra Toda, não na craqueza, mas na ida à Udinese. Beleza, seja feliz! Mas entrar em campo com hora marcada pra sair não rola. E ainda mais vindo de contusão e bem gordinho…

Bom, como se diz na França, say no more! O resto geral sabe. Valeu garoto! Nunca critiquei.

Ah, falta uma: mais do que nunca, #sigaolíder.

Flamengo 2X0 Corinthians, Brasileirão 2018, Rodada 9.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 269: o melhor Flamengo do ano!

165786839

Siga o líder!

O Flamengo mostrou para o mundo inteiro o que o V4sco da G4m4 não consegue aprender, que é a tarefa não muito difícil de bater o Bahia. E digo mais: estamos deixando o meia-boquismo característico desse time para passar a ser protagonista. E ninguém protagoniza sendo médio. A segunda metade do primeiro tempo do Mengão hoje foi incrível. Provamos que somos um time que joga, e não só um time que obtém resultados. Acho que foi o melhor jogo do Mais Querido no ano.

Flamengo 2X0 Massacrador de Vic3 foi um jogo bem legal. O Bahia não é lá essas coisas, mas nem precisa pra atropelar a mulambada de São Januário, né, coitados? Os caras jogam pra cima, não têm medo. Mas também não têm time, o que deve levá-los para a zona do rebaixamento hoje.

Diego Homão da Porra Toda fez um partidaço hoje. Se entregou como sempre e fez um gol maneiro. Aliás, ambos os gols foram legais demais. Bolas infiltradas, jogadores perto um do outro, furo nas linhas de defesa com passes agudos. Bom demais! Tem que manter isso aí…

Nota de destaque para Paquetá (voltou!), Renê (até que enfim justifica a contratação) e Vinícius Jr. (esse foi maneiro como sempre é!). Diego Alves (caraca!) arrebentou tudo também.

É isso, líder, sigam! Sigam o líder!

Flamengo 2X0 Bahia, Brasileirão 2018, Rodada 8.

Flamengo até morrer!