cornetada vitoriana 268: Líder do Brasil!

bandeira-flamengo-2_1_1200

Nada mais apropriado, em tempos de patriotismo aflorado.

Não. Uma vitória sobre um histórico cliente não nos credencia a ostentar a liderança provisória do BR18. Por provisória quero dizer que a liderança da 38ª rodada é a que interessa. Mas é muito maneiro imaginar a cara da rafameia mal vestida e fedidona P da cara olhando pra cima e vendo o Mengão estatelado lá no topo. Outra coisa importante é sobre quem e contra quem conseguimos o feito. O time é o mesmo e já falamos dele acima. Mas vamos dar nome: chupa, Atlético Mineiro.

Falando nos caras, quem viu o jogo hoje percebeu o quanto a alcunha de chorões-maiores caem bem a sua torcida. Que vergonha! Pelos caras, teríamos um recorde mundial de pênaltis marcados, sendo que nenhum, NENHUM, sequer chegou perto de ser. Os caras pediam penalidade máxima até em lance na área deles. Ridículo!

Falando no adversário, não posso ser injusto de não dar crédito aos caras. Falei na CV passada que o Galo correria o risco, para desespero de quem curte a porra toda de verdade, de ser líder até o fim do campeonato em caso de vitória hoje. Não foi o caso, o que me leva a voltar a acreditar na justiça dos céus. Parabéns ao Flamengo por evitar uma tragédia dessas!

Bom, vamos parando aqui, mas não sem antes registrar o fato de que jogamos uma merda hoje. Outra. O que foi suficiente para abater o Galo em seu galinheiro. Mas não dá pra ficar feliz com isso. Mais de 15 escanteios cedidos, um milhão e meio de passes errados, pouco movimento ofensivo e dominado o jogo todo não parece Flamengo. A não ser pela vitória estaria muito nervoso agora. Como disse o Vinícius Jr., ou algo parecido, se hoje não foi dia de jogar, foi de ganhar. Valeu!

A zaga, capitaneada pelo goleiraço Diego Alves, lacrou!

Atlético/MG 0X1 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 7.

Flamengo até morrer!

Anúncios

cornetada vitoriana 267: Seguimos meia-boca

meiaboca

Flamengo atual é muito meia-boca

Muito curiosa a cobertura da tranquila classificação flamenga na Libertadores de América 2018. A grita geral, desta feita, foi em função da dita pouca combatividade do Flamengão Doutrinador Geral contra o freguês argentino da camisa feiona River Plate. Ora, temos um time meia-boca, pressionado, com técnico interino até hoje e, na contenda em tela, com seu estagiário fazendo suas vezes, dada a suspensão que cumpria. Não é necessário ser muito esperto pra saber que perder em mi Buenos Aires querido! não era opção, pelos motivos listados, e por outros mil que não vou trazer aqui. Ah, de quebra, foi pra outra fase invicto.

Outra discussãozinha cretina: ah, classificou em segundo lugar. Oras, na prática, dois pontos. Um é o fato de não decidir os jogos em casa. Grande coisa. Sempre fui de opinião que, em confrontos difíceis, como geralmente são os de Libertadores, é preferível surpreender em casa logo, passando a responsabilidade e dificultando o resultado para o adversário em seus domínios. O outro: dos 8 classificados em 1º, 5 são brasileiros e nenhum é o temido Boca Juniors. E, por óbvio, é preferível enfrentar qualquer brasileiro, por questões de logística, distância, conhecimento e freguesia. Menos o Grêmio. Melhor evitá-los. Além de ser um bom time, não nos criamos com esses bichos, não tem jeito…

Bem, mudando a chave, vamos de Brasileirão amanhã, contra os nervosinhos chorões do Atlético Mineiro e seu quase meio século (?) sem um título brasileiro. É quando os malucos prestam suas levianas homenagens à honra e à integridade do justo, cumpridor  e competente José Roberto Wright. De minha parte, acho que nunca mais vai ocorrer um triunfo patético mineiro no Brasileirão até o fim dos tempos, mas é só minha opinião. Incoerentemente, o Galo é meu favorito atual para o campeonato esse ano. Se não evitarmos uma derrota nesse jogo, os caras vão passar um mês na liderança durante a Copa do Mundo. Pior para o mundo…

Perdemos de 1X1 para o V4sco (ahahahah!) na rodada passada. Não vou falar nada sobre mais essa, sim, vergonha!

River Plate 0X0 Flamengo, Copa Libertadores 2018, Fase 1, Rodada 6.

Flamengo 1X1 Vasco, Brasileirão 2018, Rodada 6.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 266: Classificado!

downloadEverton Ribeiro, meu filho, que tiro(s) foi(ram) esse(s)? Zico? Aprendeu com o melhor? Está de parabéns!

Meia-boca, sim! Mas líder do Brasileiro, classificado na Liberta e na Copa do Brasil, com uma derrota no ano com o time titular. Prefiro ser Flamengo.

Flamengo 2X0 Emelec, Copa Libertadores 2018, Fase 1, Rodada 5.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 265: Não, não dá pra entender um time só de reservas…

Diz o mantra do Ministério da Propaganda nazista, sob a batuta de seu titular, o doutor em filosofia Joseph Goebbels, que uma mentira contada várias vezes se transforma em uma verdade. Concordo plenamente e lanço uma corruptela deste axioma: uma verdade contada várias vezes é uma verdade. Portanto, me arrisco, sem medo nenhum de estar errado, a dizer que escalar um time inteiro de reservas para poupar os titulares é ridículo. E é uma verdade incontestável. Hoje o goleiro, o goleiro!, foi poupado. Sim, porque deve ser cansativo não correr por 90 minutos 2 vezes na semana. Ridículo isso, e não pode ter apoio.

Este poderia ser um post feito só com o título. Mas me deu vontade de meter uns pitacos. Um deles é o do parágrafo supra. Outro: Trauco! Não dá sem cobertura. Até que rola no ataque, na defesa, necas! O que prova que o cara está na posição errada.

Flamengo que é Flamengo sabe que adoramos a ideia de revelar e ter jogadores formados na base no elenco. E o quanto temos orgulho de Juans e Rogérios e Aldairs e Mozers. E o quanto esperamos que o Léo Duarte fosse um deles. Mas hoje cheguei, consternado, triste, elegio, à conclusão de que não é. Chance, milhares já teve. Mas falhar em quase todos os lances de que participou hoje não rola. Não é pra por na conta dele, mas pode por na conta dele a derrota de hoje. Mandou mal!

Bom, é LÍDER que fala, né? Então, continuamos desfrutando desse status. E parece que seguiremos assim, o que deixa a rafameia arocoirense louca da cabeça. E nem vamos falar do Vuaden (se é que é assim que se escreve!) e de seus pênaltis insistentemente inventados contra o Flamengo.

Não, não dá pra considerar normal uma derrota nos acréscimos para uma carne assada como a Chapecoense.

Ah, lembro que é só a quarta derrota – terceira com reservas – do ano. Ok!

Chapecoense 3X2 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 5.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 264: Não é assim que se classifica!

Mas também vale. Digo que não é assim, mas faz parte se classificar sem gol. Ruim, ruim não foi. Mas com uns golzinhos teria sido mais legal. Fato é que a camisa v4squense horrorosa que a Ponte Preta ostenta não nos inspirou hoje como na semana passada. Mas passamos o rodo, mudamos de fase, estamos tranquilos em mais uma competição.

O jogo em si não foi tão fraco como pareceu. Foi só fraco. Mas deu pra ver que temos um sistema de jogo, variações (que podiam ser maiores), alternativas no banco e na tática. Furamos, sim, a retranca ou, modernamente, o catenaccio pontepretano. Furamos eles algumas vezes, mas gol ou quase gol, mesmo, foi pouco. Em compensação, soubemos nos defender como se não pudéssemos tomar gol. E não podíamos mesmo. Valeu, minha zaga! Léo Duarte aprendendo horrores. E Cuéllar, de novo, destaque mega, além do excelente Paquetá, melhor meia box-to-box do Brasil. Ah, já ia esquecendo: o Geovânio não tem mesmo jeito, mas o Éverton Ribeiro tem salvação.

É isso, vamos, Flamengo!

Flamengo 0X0 Ponte Preta, Copa do Brasil 2018, Oitava de Final – volta.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 263: Um 6 de maio qualquer…

IMG_8202.jpg

Parabéns, papai!

Quem sabe que dia é hoje sabe que nunca vai ser um dia qualquer. Quem é Flamengo e um dia esteve com ele sempre lembra desse dia. Quem viu Flamengo 2X0 Internacional no Maracanã agora à tarde, com 65 mil pessoas hipnotizadas sob o mantra “Flamengo, Flamengo!” vai entender a emoção que estou sentindo até agora. E emoção, aqui, não é uma palavra jogada ao vento: é sentimento! Puro! Do fundo! Visceral! Profundo! Junta todas as falas acima e não vai ser difícil saber do que estou falando. Se for, olha pra imagem que adorna esse post.

Hoje o Flamengo foi o Flamengo que me fez ser Flamengo. Por tudo… Pode ser que não dê em muita coisa, mas é nessas horas que me fio pra mostrar a todos o que é ser Flamengo. Não, não tem cheirinho, não tem caô, não tem já ganhou, rumo a Tóquio, nada disso. Tem a velha simbiose que faz com que o Flamengo seja o Flamengo: torcida, raça, vontade, vitória. Flamengo é assim, assim é Flamengo!

É, doze vezes a palavra Flamengo até aqui. 13 agora. 14 com a próxima, quinze com a assinatura.

Continuamos líderes e, espero, sigamos por mais coisa de 34 rodadas.

Flamengo 2X0 Internacional, Brasileirão 2018, Rodada 4.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 262: Pensamos que fosse o…

Doc2Pela camisa horrorosa que tem a simpática Ponte Preta, pensei que o adversário fosse mais fácil. Ah, tudo bem que as semelhanças são grandes – camisa feiona, passeios pela Segunda Divisão, tamanho médio – mas, por isso mesmo, achei que pudesse ser mais fácil. Mas fácil mesmo foi pro Cruzeiro, ahahahahahah!

Bem, não jogamos tanto quanto domingo, mas fizemos o que tinha que fazer pra não perder. E ganhamos. Bom pra gente. Um jogo normal semana que vem e é classificação na Copa do Brasil. Coisa que tem muito time aí que nem conseguiu.

É classificação encaminhada na C do B e na Liberta, liderança no Brasileiro, invicto em TODOS os campeonatos que disputa. Deve ser ruim…

Ah, vá, vou dormir.

Ponte Preta 0X1 Flamengo, Copa do Brasil 2018, Oitava de Final – Ida.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 261: Temos um time

20180429174140910_8

Coisa linda de meu Deus é a simbiose time/torcida

Falar do Flamengão na vitória é bem melhor que na derrota. Esta última situação não é o caso ultimamente, já que vão quase dois meses após a última. Mas é que é considerado derrota nas paragens gáveo-ninhísticas o feito de o time não jogar com aquilo que todo Flamengo historicamente tem de melhor – raça – e com o mínimo que todos os 40 milhões de torcedores felizes esperam – respeito a ela. E, ultimamente, esses dois features não vinham sendo observados nos jogos do Mais Querido.

Fato é que o Flamengo, na figura de seu quase professor, parece ter encontrado um time, uma forma de jogar e uma de mostrar que treina. Além de uma mudança de peça, com a saída do Arão para a entrada do Everton Ribeiro, o time já melhorou. O recuo do Paquetá, que, a propósito, destruiu hoje, e o avanço do Diego, que também jogou muito, foi a mudança definitiva para nosso sucesso. Mas o câmbio do ânimo, da vontade da mulambada em jogar futebol, e jogar com qualidade, foi preponderante para alcançarmos o êxito contra o Ceará. Vinícius Júnior ajudou demais e mandou bem também. Tá, não era o melhor adversário do mundo. Mas também deve haver apenas uns 5 ou 6 times nesse campeonato muuuuuito melhores que eles. Os demais são cearás com camisas mais tradicionais nacionalmente.

Vamos iniciar a campanha para a Copa do Brasil 2018 na quarta. É manter a pegada e o bom jogo que não enfrentaremos muita resistência para passar pela Ponte Preta, notória agremiação tão simpática quanto freguesa. Deve ser a camisa, ahah.

Ah, já ia esquecendo: é líder!

Ceará 0X3 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 3.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 260: O pior jogo do Flamengo de todos os tempos da última semana…

E era pra termos vencido. Se valesse gol após o final do jogo. Final na cabeça do juiz, claro…

Bom, fato é que um Flamengo como o de hoje não merece ganhar nada. Nunca (e olha que já vi jogo ruim do meu time!) vi jogo tão ruim como este. Não é que sejamos fracos. Não somos. Fraco é o I. Santa Fé da Colômbia. Mas fomos piores que eles e só não perdemos pela desgraça que é o adversário.

Gosto muito de treinadores novatos, inovadores e imprevisíveis. O nosso atual, menino Barbieri, é só o primeiro dos 3 adjetivos, por enquanto. Quero estar errado, mas acho que não dá pra ele. O time é muito, mas muito ruim. E pior do que já foi. É pena…

Olha, não rola V. Jr. entrando de titular. É muito, mas muito melhor mudando o jogo no segundo tempo. Outra coisa: Geovânio. Arrumem um lugar pro bicho enquanto tem idade. Porque o Flamengo está longe de ser pra ele.

Bem, estamos chegando, mas a classificação, apesar de encaminhada, não está na mão ainda. Precisamos de resultados normais: 2 vitórias do River contra os outros dois adversários mais fracos que a gente e uma nossa, em casa, contra o pior dos times do grupo. Mas é Flamengo e Libertadores, são coisas meio incompatíveis.

Deixei dois jogos pra trás. Mas estão aí embaixo.

Independiente Santa Fé 0X0 Flamengo, Copa Libertadores 2018, Fase 1, Rodada 4.

Flamengo 2X0 América/MG, Brasileirão 2018, Rodada 2.

Flamengo 1X1 Independiente Santa Fé, Copa Libertadores 2018, Fase 1, Rodada 3.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana 259: De novo!

30713230_2262191743798189_6390109642147495936_o

Mão, clara. Pênalti bem marcado. Créditos: CR do Flamengo

Então, estreia com empate em jogo que os 3 pontos eram mais que bem-vindos: eram obrigação. Não dá pra empatar com um genérico candidatíssimo à liderança da seletiva da Série B 2019. O Vitória é péssimo. É razão para geral pensar porque 20 clubes na Primeirona é muita coisa, se há ao menos uns 6 times ruins e pequenos nesse nível. Mas ok, não foi na bola que descolaram esse empatinho com sabor de empatão. Apito cantou, e foi mega.

Pra não romper com o assunto, teve erro contra o Fla no jogo do Emelec e o papelão master no do River. Tá difícil…

Gostamos do que vimos, no entanto, se é que dá pra ver coisa boa tendo um jogador expulso aos 10 minutos num pênalti ridiculamente mal marcado. Mas, repito, não dá pra ver coisa muita boa em jogo contra o Vitória. Não foi teste. No entanto, saímos bem escalados, o que já pode ser uma grande coisa.

Vamos pra Liberta na quarta. Vamos, Flamengo!

Vitória 2X2 Flamengo, Brasileirão 2018, Rodada 1.

Flamengo até morrer!