Tag Archives: Brasileirão 2010

Scout: 2010 – jogo 66

Santos 0X0 Flamengo
5/12/10
Campeonato Brasileiro – 38ª rodada
Gols:
No ano: 28V, 20E, 18D; 52,5%; 104 gols pró, 82 gols contra
Vagner Love – 23
Adriano – 14
Kleberson – 6
Petkovic – 6
Diego Maurício – 5
Bruno Mezenga – 4
Deivid – 4
Léo Moura – 4
Renato Abreu – 4
Vinícius Pacheco – 4
Fernando – 3
Ronaldo Angelim – 3
Val Baiano – 3
David Braz – 2
Dênis Marques – 2
Juan – 2
Michael – 2
Rodrigo Alvin – 2
Toró – 2
Bruno – 1
Diogo – 1
Fierro – 1
Jean – 1
Marquinhos – 1
Paulo Sérgio – 1
Wallace (Friburguense) – 1
Welinton – 1

Anúncios

Scout: 2010 – jogo 65

Flamengo 1X2 Cruzeiro
28/11/10
Campeonato Brasileiro – 37ª rodada
Gols: Diego Maurício, 9`, 1T.
No ano: 28V, 19E, 18D; 52,8%; 104 gols pró, 82 gols contra
Vagner Love – 23
Adriano – 14
Kleberson – 6
Petkovic – 6
Diego Maurício – 5
Bruno Mezenga – 4
Deivid – 4
Léo Moura – 4
Renato Abreu – 4
Vinícius Pacheco – 4
Fernando – 3
Ronaldo Angelim – 3
Val Baiano – 3
David Braz – 2
Dênis Marques – 2
Juan – 2
Michael – 2
Rodrigo Alvin – 2
Toró – 2
Bruno – 1
Diogo – 1
Fierro – 1
Jean – 1
Marquinhos – 1
Paulo Sérgio – 1
Wallace (Friburguense) – 1
Welinton – 1

Brasileirão 2010: Flamengo X Cruzeiro – 27/11/10

Mengão precisando, raposinha também. Sou mais a gente, lembrando que o Cruzeiro é o único time pequeno do Brasil que não deixou de jogar a primeira divisão. 2 a 1. Pro Flamengo.

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 124: O dia em que o vazião ficou cheião

Quem diria que um simples jogo contra a infelicidade do Guaraná de Campinas poderia tomar ares de decisão para o Flamengo? Essa era pra ser a partida que nos daria o heptacampeonato antecipado, convenientemente colocado pelos gênios da CBF na antepenúltima rodada do campeonato. No entanto, nem mesmo a permanência na Primeirona, coisa da qual nunca duvidei, está garantida. Vai acontecer, porque trata-se de Flamengo, e queda de divisão é coisa de time pequeno. Isso tudo porque o Hawaii, que nunca ganhou dois jogos seguidos na vida, vem de duas vitórias, uma delas sobre os infelizes colorados do Uruguai do Norte, que não servem nem pra fazer a função social deles na existência: não atrapalhar. Bom, sobrou pro Cruzeiro, animado com a remota possibilidade de ainda ser campeão brasileiro neste século. Não vai, porque o Mengão não vai deixar.

Nosso melhor jogador entrou (ou melhor, não entrou) em campo no sábado. Basta convocar que ela está lá. A Maior do Mundo conseguiu um feito notável, poucas vezes observado na história recente do futebol carioca: lotar o vazião. Só a torcida do Flamengo pra conseguir isso!

Renato Canelada jogou muito!

A barca deve zarpar e tem uns caras que deveriam liderar a náu. Paciência mode off pro Lomba e pro Juan. Tristes. Mas são o goleiro e o lateral que temos…

Flamengo até morrer!

Scout: 2010 – jogo 64

Flamengo 2X1 Guarani
20/11/10
Campeonato Brasileiro – 36ª rodada
Gols: Renato Abreu, 2` e Diego Maurício, 31`, 1T.
No ano: 28V, 19E, 17D; 53,6%; 103 gols pró, 80 gols contra
Vagner Love – 23
Adriano – 14
Kleberson – 6
Petkovic – 6
Bruno Mezenga – 4
Deivid – 4
Diego Maurício – 4
Léo Moura – 4
Renato Abreu – 4
Vinícius Pacheco – 4
Fernando – 3
Ronaldo Angelim – 3
Val Baiano – 3
David Braz – 2
Dênis Marques – 2
Juan – 2
Michael – 2
Rodrigo Alvin – 2
Toró – 2
Bruno – 1
Diogo – 1
Fierro – 1
Jean – 1
Marquinhos – 1
Paulo Sérgio – 1
Wallace (Friburguense) – 1
Welinton – 1

Brasileirão 2010: Flamengo X Guarani – 20/11/10

Guarani de Campinas, em casa, precisando dos 3 pontos. Se não der Flamengo, pode fechar. 3 a 1.

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 123: 115 anos de felicidade. Menos esse!

Alá, tem-se muito pouco a comemorar no dia dos 115 anos de existência do time mais querido do mundo. Sim, pois perdemos do Atrético Mineiro feio no sábado, o que é uma das maiores injúrias que qualquer ser, entidade ou time de futebol pode enfrentar, estamos loucos pra cair, o que nunca ocorrerá, e a casa tá totalmente desarrumada.

Por partes: perder para a galinha tresloucada, um dos maiores fregueses históricos do Flamengo, junto com Corinthians, Internacional e Vasdagama, é, além de revoltante e inesperado, inesperado e revoltante. É uma das anunciações do fim dos tempos, do Armagedon, do anti-Cristo, das trombetas do inferno! Ridículo. Mas acontece e já passou, e no passado deve ficar. Pior para o Guaraná de Campinas, que terá que ceder 3 pontos pra gente e chafurdar na lama inglória da desgracença segundo-divisoniana.

Já disse e repito, sem medo de errar: o Flamengo está mal, a 3 pontinhos distante, e muito, da zona do rebaixamento, mas não adianta, arcoirizada naufragada. O Flamengo é incaível. Segundona, limbo, divisões subterrâneas do futebol brasileiro, tudo isso foi feito sob medida pra time pequeno. E o Flamengo é grande demais. Vão torcer pros seus timinhos, é mais fácil eles ganharem alguma coisa que o Mengão cair de divisão. E não falo mais nisso…

Por fim, o que é que a tal presidenta (a do Fla, não a eleita) quer aprontar com “não entro em campo, não faço gol”? Olha, tá faltando pouco pra eu virar oposição também.

O fato é que o Mengão, criado antes de todos os tempos, tinha que ter uma data juliana pra marcar seu reinado futebolístico sobre a terra. E essa data é 15 de novembro de 1895. Faz 115 anos que a felicidade foi oferecida a todos os brasileiros, e por que não dizer, a todos os seres humanos. O Mengão doutrinador, inventor de tudo o que é bom, mais amado e idolatrado, Midas do futebol, contemporâneo, inovador e vanguardista por natureza tem no dia de hoje o seu dia. Parabéns, Mengão, parabéns, Nação!

Flamengo até morrer!

Scout: 2010 – jogo 63

Atlético/MG 4X1 Flamengo
13/11/10
Campeonato Brasileiro – 35ª rodada
Gols: Marquinhos, 29`, 2T.
No ano: 27V, 19E, 17D; 52,9%; 101 gols pró, 79 gols contra
Vagner Love – 23
Adriano – 14
Kleberson – 6
Petkovic – 6
Bruno Mezenga – 4
Deivid – 4
Léo Moura – 4
Vinícius Pacheco – 4
Diego Maurício – 3
Fernando – 3
Renato Abreu – 3
Ronaldo Angelim – 3
Val Baiano – 3
David Braz – 2
Dênis Marques – 2
Juan – 2
Michael – 2
Rodrigo Alvin – 2
Toró – 2
Bruno – 1
Diogo – 1
Fierro – 1
Jean – 1
Marquinhos – 1
Paulo Sérgio – 1
Wallace (Friburguense) – 1
Welinton – 1

Brasileirão 2010: Atlético Mineiro X Flamengo – 13/11/10

Freguês histórico do Mengão, a terceira torcida do estado das Minas Gerais tem ataques de pelanca só de pensar em enfrentar o Mais Querido. Isso sem falar na raiva histórica que as moças têm da gente. Vai perder assim mesmo, com Tardelli e Obina marcando: Flamengo, 3 a 2 .

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 122: Segundona é o catzo!

É engraçado ver como o nome Flamengo mexe com todos os setores da sociedade civil organizada. Vou me ater a um deles, o dos gênios do comentário e da sapiência ludopeciana, comumente chamada imprensa esportiva. Que o Mais Querido é prato cheio pra que alguns desses desgraçados troquem seus jornalecos por pão, não se tem dúvida. Agora, já temos problemas demais pra ter que resolver os inventados por esses cretinões. A bola da vez é o impossível (para todo o sempre!) rebaixamento flamengo. Como se não bastasse ser essa uma situação improvável, uma vez que o Flamengo é grande demais pra cair, além do fato de que negócio de Segunda Divisão é coisa de time pequeno, estamos mal, sim, mas não é pra tanto, né? Neguinho tá inventando moda, o chamado factóide, com essa conversinha pra boi dormir. Estamos em 13º a 4 pontos do inferno da zona de rebaixamento. É complicado, eu sei, mas nego se esquece de que tem sete times em situação pior, times esses muito mais fracos ainda que o nosso e, melhor para os fatos, não são, nem de longe, o Flamengo. Ou seja, dane-se quem for, o Flamengo não vai e não vai nunca!

Falando em time pequeno, o único pequeno que não disputou a Segundona do Brasileirão é o Cruzeiro. O resto, ou é grande, entre os dois, o Flamengo, ou é pequeno e já chafurdou na desgracenta lama das divisões subalternas do balípodo nacional. Alguns, como o Flor, já deram uma navegada na Terceirona. Esse arremedo de agremiação, ainda, adora dar um razante por lá e é mestre em reverter situações dentro dos tribunais, que é a maneira natural de fazê-lo voltar à nata.

Bola da vez, Guilherme Negueba, o Rubro-Negro da foto.

Que acabe logo esse ano arco-íris e comece logo o ano do nosso 116º aniversário.

Flamengo até morrer!