Arquivos de tags: Futebol

futebol e economia

cofrinhoEste texto é atribuído ao publicitário Mentor Muniz Neto, diretor de criação e sócio da Bullet, uma das maiores agências de propaganda do Brasil, sobre a crise mundial.

“Vou fazer um slideshow para você. Está preparado? É comum, você já viu essas imagens antes. Quem sabe até já se acostumou com elas. Começa com aquelas crianças famintas da África. Aquelas com os ossos visíveis por baixo da pele. Aquelas com moscas nos olhos. Os slides se sucedem. Êxodos de populações inteiras. Gente faminta. Gente pobre. Gente sem futuro. Durante décadas, vimos essas imagens. No Discovery Channel, na National Geographic, nos concursos de foto. Algumas viraram até objetos de arte, em livros de fotógrafos renomados. São imagens de miséria que comovem. São imagens que criam plataformas de governo. Criam ONGs. Criam entidades. Criam movimentos sociais. A miséria pelo mundo, seja em Uganda ou no Ceará, na Índia ou em Bogotá sensibiliza. Ano após ano, discutiu-se o que fazer. Anos de pressão para sensibilizar uma infinidade de líderes que se sucederam nas nações mais poderosas do planeta. Dizem que 40 bilhões de dólares seriam necessários para resolver o problema da fome no mundo. Resolver, capicce? Extinguir. Não haveria mais nenhum menininho terrivelmente magro e sem futuro, em nenhum canto do planeta. Não sei como calcularam este número. Mas digamos que esteja subestimado. Digamos que seja o dobro. Ou o triplo. Com 120 bilhões o mundo seria um lugar mais justo. Não houve passeata, discurso político ou filosófico ou foto que sensibilizasse. Não houve documentário, ONG, lobby ou pressão que resolvesse. Mas em uma semana, os mesmos líderes, as mesmas potências, tiraram da cartola 2.2 trilhões de dólares (700 bi nos EUA, 1.5 tri na Europa) para salvar da fome quem já estava de barriga cheia. Bancos e investidores. Como uma pessoa comentou, é uma pena que esse texto só esteja em blogs e não na mídia de massa, essa mesma que sabe muito bem dar tapa e afagar”.

Pois é, o que se diz é que um shek ofereceu 100 milhões de libras em troca do Kaká. Pelos cálculos acima, é cerca de 0,5% do necessário para matar a fome do mundo. Isso tudo por um jogador de futebol. E nós não conseguimos contratar nem o Adriano…

Flamengo até morrer!

Anúncios

flamengo 2009

Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Ailton, Kleberson ou Toró, Ibson e Marcelinho Paraíba; Vandinho e Obina. Esse é o provável time titular do Mengão para o ano novo. Com a vantagem do entrosamento e das jogadas ensaiadas que não tínhamos mas teremos com o Cuca e a desvantagem da falta de contratações e de pouca gente no banco, até que não faz (muito) feio.
Resta saber se os tais 0Berto e Mota vão mesmo chegar…

Flamengo até morrer!

A naufragália carente de título e mal vestida está se mexendo e contratando. São cinco, seis, treze contratações nos rivais, em que pese a notória falta de qualidade dos que estão chegando ou trocando de time, salvo raríssimas exceções. E o Mengão, hein? De positivo, afirmam os entendidos que o Flamengo está mantendo a base, adotando uma política de pés no chão e evitando malabarismos para contratar as barangas oferecidas pelos empresários. Mas qual será o nosso time para 2009? A janela européia ainda nem se abriu. Ótimo que não perdemos ninguém importante, mas será que vamos manter nossos bons jogadores? Enquanto isso, o VP KL está de férias. Será que não teria uma época mais oportuna pra isso que agora, na fase de montagem do elenco? Essa é a nossa diretoria…
Bom, fala-se no interesse do CSKA, time do Zico, no Léo Moura. Do Milan no Juan e no Bruno. De não-sei-quem do futebol árabe no Obina. Da não renovação do Ibson no meio do ano. Se esses caras saírem, quem virá para substituí-los, uma vez que quem presta já foi contratado pelos outros? É duro, mas parece que está cada vez ficando pior.
Se acontecer um desastre e essas saídas se confirmarem, o ano Rubro-Negro que já se inicia meio xoxo tende a se tornar desesperador.
Essa é a nossa diretoria…

Flamengo até morrer!

E vai-se dunga…

Anotem: hoje é o último jogo do Dunga como técnico da Selecinha. O cara já tá falando em tom de despedida, e o Muricy Ramalho vai ser anunciado ainda este ano…

e ninguém cala…

chororo … esse chororô… Pois é, leiam o comentário do post anterior e entendam o que estou falando. Será que o Foguinho só perde pro Fuderosão por erro do juiz? E pro time argentino? E pro SP? Ah, fala sério…