Arquivos de tags: Madureira

cornetada vitoriana 252: 4X0

Então, domingo ganhamos facilmente do bom Boavista, time brioso e competente, mas nada páreo para o melhor time do Brasil e um dos melhores da Gávea carioca. Dentre os que tive o desprazer de ver jogar, o time da Região dos Lagos é o melhorzinho. Mas ajoelhou e aguentou sorrindo o mesmo sacode que o Chorafogo não aguentou chorando. E muito. Taça Guanabara nas mãos, mais uma, e classificação para as finais, o que não é a coisa mais difícil do mundo, convenhamos.

indexMas isso é passado, vamos ao que interessa: atropelamento e fuga no Vazião em cima do Madureira. Ok, caíram de 4 porque são fracos, mas a imprensa golpista afirma que foi nosso melhor jogo. Olha, não sei. Mas valeu!

Vinícius Jr. joga mesmo! Confirmado.

É isso aí, vou me acalmar depois do mico do time da camisa feiona de quase deixar escapar uma classificação mole.

Boavista 0X3 Flamengo, Taça Guanabara, Campeonato Carioca 2018, Final.

Flamengo 4X0 Madureira, Taça Rio, Campeonato Carioca 2018, Rodada 1.

Flamengo até morrer!

Anúncios

Scout 2014: jogo 10

Flamengo 2X0 Madureira
Rio, 16/2/14
Cariocão 2014 – Taça Guanabara – 9ª rodada
Gols: Léozão (contra), 11′ e Negueba, 39′, 1T.
No ano: 7V, 1E, 2D; 22 pontos; 73,3%; 21 gols pró, 12 gols contra
Alecsandro – 4
Hernane – 4
Gabriel – 3
Elano – 2
Negueba – 2
Welinton – 2
Cáceres – 1
Léo – 1
Léozão – 1 (contra)
Samir – 1

Cariocão 2014: Flamengo X Madureira – 19/2/14

Fla X MadureiraO Madureira, adversário de hoje pelo poderoso Cariocão, conseguiu o feito de perder pro Foguinho. E passou vergonha, mais uma, no Flor. Ah, vamos de expressinho e 3 a 0, com gols do Alecsandro.

Flamengo até morrer!

Scout 2013: jogo 2

Madureira 1X1 Flamengo
23/1/13
Cariocão 2013
Gols: Ibson, 42′, 1T.
No ano: 1V, 1E, 0D; 66,6%; 3 gols pró, 1 gol contra
Hernane – 2
Ibson – 1

Cariocão 2013: Madureira X Flamengo – 23/1/13

Fla X MadureiraMadureira nunca meteu medo em ninguém maior que ele. Isso fica pra Foguinhos e Vasquinhos… Agora, um clube gigante como o Flamengo ter que enfrentar uma biboca dessas num estádio sem luz é duro. Mas vamos que vamos. Flamengo 2 a 0.

Flamengo até morrer!

Scout 2012: jogo 7

Flamengo 1X0 Madureira
9/2/12
Cariocão 2012
Gol: Thiago Medeiros (contra), 7′, 2T.
No ano: 3V, 3E, 1D; 57,1%; 8 gols pró, 2 gols contra
Jael – 2
Adryan – 1
Camacho – 1
Léo Moura – 1
Luiz Antônio – 1
Ronaldinho Gaúcho – 1
Thiago Medeiros (Madureira) – 1

Cariocão 2012: Flamengo X Madureira – 9/2/12

Ih, rapaz, faltam 3 jogos para o fim da TG e se o Fla demorar demais a acordar vai dar uma de três patetas e ficar de fora das finais. Madureira é freguezaço e, esperamos, continuará sendo. Flamengo 3 a 0.

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 133: Ninguém aguenta mais uma crise…

O apocalipse Rubro-Negro que se avizinha, sem pessimismo.

Olha, eu não me lembro, em nenhum momento das minhas quase 4.0 cilindradas, de ter visto tanta coisa boa e tanta coisa ruim, ao mesmo tempo, relativas ao Flamengão Passa Rodo Geral. O time está invicto a 17 jogos, sendo 16 neste ano, 4 meses ocupando o alto da cadeia alimentar do ludopécio mundial. É o campeão da Taça Guanabara e tem vaga assegurada na final do Carioqueta 2011. Tem um elenco bom, craques como Thiago Neves e Léo Moura, um técnico de ponta, e uma estrela contratada com requintes hollywoodianos, caso do Ronaldinho Carioca. Populares afirmam que o ambiente na Gávea é bom, que reinam a seriedade e o companheirismo, os salários estão em dia, as contas também, e problemas de indisciplina estão equacionados. A base está produzindo, e tem tempo que não temos uma geração tão boa quanto a formada por Guilherme Negueba, Galhardo, Adrian e Diego Drogbinha Maurício, joga-muito-jóia-rara. Até de base aérea americana estamos servindo…

No entanto, nem tudo são flores. O time não vem jogando lhufas, salvos um lampejo ou dois, ao menos de grupo. São raros, mas existem momentos em que o time parece time, como quando o meio toca pra cá e pra lá, na frente da área adversária. Mas é muito pouco. Com os jogadores que temos, e com o comandante Luxa à frente, não é por nada não, era pra estarmos anos-luz à frente da naufragália multicolorida, mal vestida e sofredora. Mas não. Não temos sequer um time pronto. Não sabemos qual é o nosso ataque, nossa lateral esquerda faz com que joguemos com 10 todo jogo, o meio pouco produz e a defesa mostrou a sua cara no jogo contra o inofensivo Madureira. Os resultados desse time, tirante os 3 últimos, nos quais empatamos contra times pequenos e inexpressivos (Florminense, Cabofriense e Madureirense), são flamengos bagarai. Mas o time em si e, consequentemente, o jogo que esses caras estão fazendo, estão longe das tradições e da superioridade Rubro-Negra Matadora Aniquiladora da Pestilência Reinante. Mas, ainda assim, somos melhores que os outros 15 molambos do estado da Guanabara.

Que temos a melhor torcida do mundo, nem mesmo os pobres coitados que compõem, somados, os outros 82% da população brasileira, ou 50% da carioca duvidam. E, ao mesmo tempo em que acho que a Nação Rubro-Negra manda bem, mesmo na cortenada, tenho medo de que esteja também atrapalhando. Vaiar um ou outro, vai lá. Mas o time inteiro?

E ainda tem o caso do Impera. E a teimosia da Diretoria e do técnico. Não gosto muito de exercícios de criatividade na elaboração de cenários futuros. Mas se o presságio do fim do mundo que seria a não conquista do Carioca acontece, concomitantemente com uma boa estreia do Adriano no invejoso, pestilento e vascainamente mal-caráter Chorinthians, a casa vai cair pro nosso lado. O Luxemburgo não agüenta a pressão, ou os gênios dirigentes vão ouvir a torcida e o resultado será o mesmo: troca de técnico no meio da temporada. E isso em um mercado ralo de bons nomes para técnico. Ou seja, particularmente, vou ter que me render a algo que não me seduz muito: torcer contra um cara de quem gosto e de quem sou fã. E torcer mais que o normal para que o Flamengo se sagre campeão carioca, o que, na minha idade, é um tanto perigoso. Como não ligo muito para a prática do bom futebol, mas sim para a do bom Flamengo, dane-se Corinthians, dane-se Adriano. Que dê Flamengo do lado leste da Dutra e que o Adriano seja feliz, mas não o time em que joga. Porque se acontecer o contrário, a crise que sempre se avizinha vai entrar bicando portão gaveano adentro, ainda no primeiro semestre.

Estou sinceramente temeroso de que nosso treinador tenha perdido a mão até naquilo que, dizem, ele faz de melhor: contratações. Pô, o Impera queria o Fla? Então, faz um contrato pródigo em cláusulas de comportamento, paga menos do que ele estaria pedindo – isso é mercado, lei da oferta e da demanda – e deixa o pau comer. Como a maioria dos casamentos atuais, se não der certo, divórcio. E pronto. Outro ponto: com caras como os já citados, mais um bom goleiro, Maldonado, Canelada e o destroyer Willians Ninja, não dá pra não se ter um time. E não temos um time, definitivamente. Ou seja, tá faltando dedo de treinador no Flamengo invicto e superior a todos os outros.

Vamos aguardar o que rola, mas acho que o futuro que se aproxima é, no mínimo, obscuro.

Flamengo até morrer!

Scout: 2011 – jogo 16

Flamengo 3X3 Madureira
27/3/11
Taça Rio
Gols: Léo Moura, 42′, 1T; Deivid, 27′ e Thiago Neves, 39′, 2T.
No ano: 12V, 4E, 0D; 83,3%; 30 gols pró, 11 gols contra
Deivid – 5
Ronaldinho – 5
Wanderley – 5
Thiago Neves – 4
Renato Abreu – 3
Diego Maurício – 2
Guilherme Negueba – 2
David Braz – 1
Léo Moura – 1
Ronaldo Angelim – 1
Vander – 1

Cariocão 2011: Flamengo X Madureira – 27/3/11

Sem mais, 4 a 0 pro Flamengo.

Flamengo até morrer!