Tag Archives: Ronaldo

Cornetada Vitoriana nº 128: Mengão 100%.

Salve Nação mais linda do mundo! Nossas vestes, como não poderiam deixar de ser, entrarão em campo para defender mais um triunfo frente ao Foguinho, dessa vez pela semifinal da TG. Não custa lembrar que os Chorões nos eliminaram no ano passado, na mesma fase. A diferença é que nosso time era superior ao deles, vice-versa da situação atual. Parece que está se definindo, mais uma vez, o que parece ser uma constante do Cariocão: o melhor time não leva. O Mengão é forte, a Magnética está animada, R10 tá amarradão e o Manto joga sozinho. Mas nosso time não é o melhor e, por isso mesmo, vai levar mais essa pra povoar ainda mais a abarrotada sala de troféus da Gávea Sinistra.

Ganhamos, com gol do Deivid, o quarto na temporada, em jogo duro, do bom Resende. Ronaldinho não jogou nada, Thiago Neves correu muito mas foi só e o time se encontrou mal durante quase todo o jogo. Preocupante. Contra times médios e pequenos, como os outros 15 desse Cariocão, apresentamos uma dificuldade monstro de jogar bola.

O que já era de se esperar, e já tinha acontecido umas 8 rodadas antes do fim, se confirmou. O Vicedagama não se classificou. De consolo, uma goleada década-de-sententiana sobre o combalidado América. Tudo pra dar esperanças à mulambada cruz-maltina de chegar à semi da Taça Rio. Vai esperando…

El Gordo se despede do futebol. Não poderia ser de forma mais patética, no Choríthians e com desculpinha batida. O cara conseguiu nos deixar com dor de cotovelo ao nos usar e nos preterir em favor do rival eterna segunda torcida. Pelo que já fez no futebol, nota 10. Pela passagem pela gambazada paulista, nota 0. Média 5, passou.

Quarta-feira tem C do B, contra o técnico do Flor. É o jogo mais importante da semana, no torneio mais importante do semestre. Nossa Libertadores 2012 começa a ser disputada depois de amanhã.

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 58: E deu Imperador…

Fenomeno

Faltam 17 vitórias.

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 54: Pela 1ª vez na Vila!

Flamengo X SantosE não é que deu Mengão! Apesar da inoperância do Léo e do Kleberson, o Mengão mandou e fritou o Peixe em sua própria peixaria, depois de 33 anos ou, o que é tabu de verdade, pela primeira vez na história em jogos oficiais. É verdade que todo mundo esquece que muitos dos Flamengo X Santos ao longo desses anos foram disputados na capital paulista, e que ganhamos alguns, mas isso não é assunto para agora. Jogamos mal, mas ganhamos. Isso, sim, importa de verdade.

Muito cretino deve ter interpretado negativamente o choro do Andrade ao final do jogo de ontem. A emoção do Andrade, um pouco por causa da morte do Zé Carlos, um pouco pelo alívio de uma vitória, foi comovente. Foi o choro de um verdadeiro Rubro-Negro, emoção essa que muitos molambos que estão no nosso elenco atual não têm a menor ideia do que se trata.

Bacana ver o Obina fazendo tantos gols. E contra o Corinthians do Fenôm… Aliás, quem é o verdadeiro fenômeno?

Nosso novo treinador será o Vagner Mancini. Quer apostar?

A galinha mineira começou seu ocaso rumo ao meio da tabela. E o Mengão vai ajudar nisso na quinta-feira.

Zé carlosMorreu Zé Grandão, o Zé Carlos, goleiraço dos anos 80 e 90. Vai com Deus, Zé!

Até que enfim, faltam 19 vitórias. Ou menos.

Flamengo até morrer!

Extra: Ronaldo viúvo

Travesti RonaldoMorreu o traveco amante do Ronaldo. Parece que haverá um minuto de silêncio no jogo entre Grêmio e Corinthians em homenagem à viuvez do craque sem noção. Bela homenagem dos gaúchos aos irmãos cariocas.

Flamengo até morrer!

Flamenguidade: da série babaquices e falações

Posso até ter feito, não me lembro, mas eu evito falar mal do cara. No entanto, esse tal de Ronaldo Fenômeno é, verdadeira e ridiculamente, um grande babaca. Tem mais de seis meses que ele veste a camisa do Corinthians, mas não consegue esquecer o Mengão. E não consegue enxergar (ou então enxerga até demais) que é o inocente inútil de uma ação de marketing avassaladora e bem-sucedida tramada e orquestrada pela Nike e pelo Corinthians. E parece que vomitar impropérios acerca do tamanho da torcida mosqueteira e da do Mais Querido é uma das cláusulas mais importantes. De traidor da Nação, o cara parece estar se sentindo traído. E, parafraseando nosso cartolão KL, está-se saindo um comediante dos melhores. E nem inventando esses factóides tão bisonhos quanto insólitos o cara tem conseguido brilhar sozinho sem se valer dos holofotes Rubro-Negros.

Ah, cara, quando te chamarem para um programa de televisão, vá por si mesmo, pelo seu clube, esquece o Flamengo! Já somos notícia e temos cobertura demais da imprensa pra ficar no meio dessas confusõeszinhas imbecis nas quais você nos coloca. Para de dizer que você é Flamengo. Você é profissional (num sentido não muito bom) demais pra se dizer torcedor do Mengão. Olha, corro o risco de queimar a minha língua, já que do futebol e da cabeça oca da nossa diretoria tudo pode ser esperado. Mas fica por aí, vai pro raio que o parta, mas não pense em Flamengo mais. Faça-nos esse favor.

Falando nisso, quer ser Flamengo e provar isso? Seja o Ibson!

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 36: o Penta-Tri tá chegando!

Que joguinho muquirana o de ontem. Botafogo e Flamengo fizeram um jogo digno de uma final. Mas não do Carioca. Seu Cuca mandou mal de novo na escalação e na distribuição dos caras em campo. E isso fez com que sentíssemos falta do… Aírton. Sem ele e com um zagueiro-zagueiro no lugar, sobrou pro incansável Willians o apoio da defesa ao ataque. Com isso, quem iria marcar o bom Maicossuel? Melhor pra gente que conseguimos um empatezinho mandrake, com outro golaço contra do nosso melhor artilheiro chorafoguense, o Emerson.

Quem foi que disse que ser Pentra-Tri seria fácil?

O babado da vinda do Adriano Imperador é forte. Que venha o futebol e que fiquem pra trás os problemas pessoais.

Não vou falar do Ronaldo hoje. O terceiro gol contra o Santos diz tudo. Coringão campeão paulista fácil, fácil.

E esse patrocínio que não sai, hein, diretoria? Enquanto isso, tome dívidas e salário atrasado.

Flamengo até morrer!

Sem assunto: papos possíveis

Ronaldo: Eu quero jogar no Flamengo.
Nike: Mas não vai.
Ronaldo: Mas é o meu time do coração.
Nike: Mas nós pisamos na bola e estamos saindo de lá.
Ronaldo: Pô, eu treinei lá de graça durante quase um ano.
Nike: É, mas fomos nós que pagamos seu salário neste tempo.
Ronaldo: Mas é o maior clube do Brasil.
Nike: Concordamos. Mas você vai jogar no segundo maior clube.
Ronaldo: São Paulo?
Nike: Não, Corinthians.
Ronaldo: Ah! Por quê?
Nike: Porque nós também patrocinamos eles e podemos fazer o que quisermos lá.
Ronaldo: Tendi.
Nike: Vamos fazer o seguinte: se o Flamengo for pra Libertadores, você vai pra lá e nós pagamos seu salário. Se não, você assina com o Corinthians, que tal?

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 35: deixaram o Mengão chegar!

flamengo-x-botafogoAtrasado, mas cumpridor. Bom, na verdade, sem muito assunto. Ganhamos fácil do Chorafogo em jogo ruim, mas massacrante pro pequeno bicolor. Teve um momento em que tínhamos acertado mais de 120 passes com 60% de posse de bola, contra menos de 40 e 40% respectivamente pra cachorrada. E ainda tem gente que acha que o jogo foi equilibrado…  O fato é que estamos em mais uma final, pelo Penta-Tri e pela hegemonia do futebol carioca. Demorou, desde sempre devia ter sido assim.

Não é engraçado como tem uns cretinos no futebol que adoram motivar os adversários? Na semana passada foi o pobre presidente do Flor. Desta vez, o tal de Victor Simões, que disse que o Americano, algoz chorafoguense da quinta passada, era mais difícil que o Fla. Foi mesmo.

A barca está prestes a sair. Ibson já fala em tom de despedida, Léo Moura tem propostas, Bruno e Juan devem ir também. Nosso ano está completamente ameaçado…

E o Ronaldo, hein? Meu consolo é saber que no Flamengo seria bem diferente.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana nº 27

fla-x-cabofrienseTÁ RUIM MAS TÁ BÃO!

E eis que segue a sina flamenga no ano, a de vencer times inexpressivos sem nem mesmo jogar bem. O esquema “novo” do Cuca está dando tão certo quanto o antigo: jogamos mal mas vencemos. E, se o esquemão privilegia o futebol do Léo Moura, que deu a assistência dos três gols de sábado, o que será que ele está fazendo com o do Juan? E coitado do cara, a torcida não perdoa. Todo mundo já esqueceu a temporada passada, quando o ex-flor deitou e rolou e carregou nas costas o time do Mengão.
Outro fato da semana: saiu, pra nunca mais voltar, porque Deus é mais e é Rubro-Negro, o Marcelinho Paraíba. É bem verdade que o cara não comprometia, mas estava longe de ser o que já foi em Grê e SP. É bom, são 200 mil a menos na folha. Sinceramente, menos da metade era mais que suficiente. Não vai fazer falta.
Aplicamos a segunda goleada do ano, desta vez no pequeno Ivinhema, pela CdoB. Não há muito o que comentar sobre o jogo, qualquer resultado diferente deste é que seria preocupante.
E o Ronaldo, hein!? Estreou, marcou e salvou a gambazada do vexa em PrePru. O cara é uma fera mesmo, apesar de eu achar que… Deixa quieto!
Por fim, parece que os nossos geniais dirigentes já estão se coçando pra manter o Ibson, cujo contrato vence em julho. São 12 milhões de reais pra ficar com o meia. Deve ser criado o Departamento de Roubo a Bancos na Gávea.

Flamengo até morrer!

sobre nada e ninguém

Por que será que o urubu pintando de verde do vizinho é mais verde? O Ronaldo vai pro Corinthians? O São Paulo foi hexa antes da gente?  O Caio Jr. do Flamengo é pior que o do Goiás, Palmeiras ou Paraná?

Ora, o Ronaldo pode fazer o que quiser de sua já confusa carreira. Ir para o Flamengo seria uma aposta tão suicida quanto a que o Corinthians bancou. Talvez a diferença é que os caras chegaram primeiro. Sim, pois juras de amor, promessas de contrato e blablablá não substituem o vamo-vê  do preto no branco, da tinta no papel. O fato é que essa revolta da torcida, e eu me incluo no meio destes, tem uma explicação mais intensa, profunda e dramática do que se supõe. Isso esbarra em algo impensável para um Rubro-Negro de boa cepa: está começando a ameaçar nossa auto-estima.

Todo processo de arranhamento de imagem tem um início. E suas consequências uma hora vão começar a  aparecer. Em tempos de profissionalismo, de redução de gastos, de departamento de futebol independente, de contratações racionais, de estrutura física (leia-se CT e estádio), e até de ética, honestidade e transparência, o que o nosso Flamengo tem parece piada. De fato, o que temos não honra as tradições, o nome e a torcida do clube, os únicos patrimônios que nos restaram. O resultado da falta desses fatores todos traduz-se na absoluta carência de títulos relevantes. E a auto-estima flamenga, por mais elevada que seja, pode querer começar a sucumbir após tanto fracasso e tanto papelão.

Costumo dizer que a massa Rubro-Negra está acima da conquista de títulos. Que ela cresce mesmo ganhando os minguados Cariocas. E isso é fato. Mas há uma parcela grande de órfãos do futebol que não se rende à óbvia sedução do Manto Sagrado e das apoteóticas cores vermelha e preta. E, pra continuar Flamengo, é preciso ter sido Flamengo um dia. É bem verdade que todo bom brasileiro nasce Flamengo, mas isso é uma outra história…

Quanto ao episódio Ronaldo/Corinthians, o melhor a dizer é que isso me motivou a estar aqui. Não tinha opinião formada sobre seu sucesso no Mengão. O grande trunfo que o Flamengo tinha era a vontade do jogador de atuar em seu time do coração. Vê-se, e muito facilmente, que a vontade não era tão grande assim, e que o time do coração é o que paga mais e paga logo. Portanto, o resto é resto. O fato é que fomos enganados por declarações de ambas as partes, pela confiança depositada em uma combalida diretoria de amadores incompetentes de que estes seriam capazes de estabelecer um projeto para trazer um figurão pras nossas fileiras. Mais um ato bisonho em um milhão. O futebol não permite mais isto.