Tag Archives: Copa do Brasil 2011

cornetada vitoriana nº 138: ceará possível?

É, meus chapas, o que dizer do que nossos cansados e pasmos olhos viram na capital cearense de todos os Rubro-Negros no dia de ontem? Um Flamengo guerreiro, brioso, talentoso, com garra acima até da média flamenga, errando muito pouco. Aforantemente as derrapadas habituais, como as falhas bisonhas e faltas imbecis do nosso querido Whelinton, a inoperância do Egídio no tempo em que esteve em campo e a falta de objetividade da estrela da companhia R10 nos últimos 70 minutos de jogo, fizemos uma apresentação digna. Falando nisso, uma brecha para uma cornetada sobre o cara: ontem, ao menos nos 20 minutos iniciais, o cara mostrou um pouco mais de futebol pra frente, sem aqueles irritantes passes de lado e tentativas frustradas de dribles a la foca.

Bom, o cenário era inóspito pra massa Rubro-Negra dos quatro cantos do mundo. Como poucas vezes se vê em estádios Brasil afora, a animadinha torcida adversária tomou a infeliz arena, numa prova irrefutável de que ninguém ali foi ver o pequeno Ceará, mas o Esmagador Flamengão. O campo, depois de uma providencial chuva dos infernos, parecia pasto e, de tão pequeno, deve servir de palco para peladas de futebol soçaite quando o Flamengo não joga alí. Isso tudo ajudou muito a atrapalhar, mas não evitou a melhor apresentação do Flamengo no ano e o melhor jogo de futebol da temporada até o momento.

De bom nisso tudo, alguma coisa dá pra tirar. O Bottinelli me parece estar acertando naquele meio ali, junto com o Renato Canelada. O Thiago Neves já é melhor que o do Flor, e ainda vai dar muitas alegrias pra Magnética, escrevam isso aí. Joga muito, muita vontade e excesso de habilidade. Temos um time base, variamos jogadas, temos alternativas e, se não somos melhores, a culpa é da falta de um zagueiro, de um lateral esquerdo e de, talvez, um atacante goleador. Digo talvez porque o Wanderley mostrou a raça de sempre, mas uma aplicação tática que não tinha visto ainda. Só não pode perder gol em cima do goleiro, né, irmão, ainda mais quando o goleiro é o notório Manos de Taco tricoleta, infelicidade do folclórico ludopécio brasileiro, pródigo em criar personagens os mais bizarros possíveis, e que só consegue trabalhar direito contra o Flamengo.

Um pênalti no argentino não marcado, a farta distribuição de cartões amarelos para os nossos jogadores, outro (é, eu disse outro) gol em lance envolvendo a mão de um jogador adversário, uma expulsão injusta em uma falta que nem falta foi, a expulsão de nosso técnico quando este estava claramente retirando os jogadores de perto do trio calafrio de arbitragem, nada disso encobre o bom futebol jogado pelo Flamengo ontem. Mas falar de arbitragem (ou de não arbitragem) não combina com as maiores tradições Rubro-Negras. Mas que fomos roubados, e muito, ah, fomos!

A nota triste de verdade da noite fica por conta, de novo, do truculento, despreparado e mal-educado policial militar escalado pra sentar o cacete na mulambada em campo. Esse infeliz deveria pedir pra nascer de novo, imperiosamente com aptidão para outra carreira que não a que cuida da segurança do bom povo cearense do Ceará.

Em uns dez dias começa o Brasileirão. Vamos com um time forte, uma base boa, e podemos sonhar com o hepta, sim. Futebol nós temos. Adversários fraquinhos, sem tradição e sem camisa como o de ontem também. E esse grupo é vitorioso. Mostrou isso até na derrota.

Flamengo até morrer!

scout: 2011 – jogo 25

Ceará 2X2 Flamengo
11/5/11
Copa do Brasil
Gols: Thiago Neves, 19′ e 26′, 2T.
No ano: 15V, 9E, 1D; 72%; 43 gols pró, 18 gols contra
Thiago Neves – 9
Wanderley – 7
Deivid – 6
Ronaldinho – 5
Renato Abreu – 4
Diego Maurício – 2
Guilherme Negueba – 2
David Braz – 1
Hamilton (Duque de Caxias) – 1
Jean – 1
Léo Moura – 1
Rafael Camacho – 1
Ronaldo Angelim – 1
Vander – 1
Willians – 1

copa do brasil 2011: ceará x flamengo – 11/5/11

Tem que ganhar, fazendo dois gols. Não porque se o resultado for qualquer outro, nós nos despedimos antecipadamente da C do B. Mas porque o Flamengo Lotador de Estádios Mundo Afora tem a obrigação de esmagar esses insetos em forma de adversários que teimam em cruzar nosso caminho e medir esforços com o Mais Querido. 3 a 1, que é pra mostrar quem manda.

Flamengo até morrer!

scout: 2011 – jogo 24

Flamengo 1X2 Ceará
5/5/11
Copa do Brasil
Gols: Wanderley
No ano: 15V, 8E, 1D; 73,6%; 41 gols pró, 16 gols contra
Thiago Neves – 7
Wanderley – 7
Deivid – 6
Ronaldinho – 5
Renato Abreu – 4
Diego Maurício – 2
Guilherme Negueba – 2
David Braz – 1
Hamilton (Duque de Caxias) – 1
Jean – 1
Léo Moura – 1
Rafael Camacho – 1
Ronaldo Angelim – 1
Vander – 1
Willians – 1

copa do brasil 2011: flamengo x ceará – 5/5/11

Vamos. 2 a 0.

Flamengo até morrer!

scout: 2011 – jogo 22

Horizonte 0X3 Flamengo
27/4/11
Copa do Brasil
Gols: Rafael Camacho, 8′, 1T; Deivid, 3′ e Willians, 35′, 2T.
No ano: 15V, 7E, 0D; 78,7%; 40 gols pró, 14 gols contra
Thiago Neves – 7
Deivid – 6
Wanderley – 6
Ronaldinho – 5
Renato Abreu – 4
Diego Maurício – 2
Guilherme Negueba – 2
David Braz – 1
Hamilton (Duque de Caxias) – 1
Jean – 1
Léo Moura – 1
Rafael Camacho – 1
Ronaldo Angelim – 1
Vander – 1
Willians – 1

copa do brasil 2011: horizonte x flamengo – 27/4/11

Então, depois do desempenho botafoguístico, da disposição vascaínica e do futebol fluminensiano apresentados no jogo da ida, no Vazião, contra o próprio Horizonte, é correr atrás do prejú e meter uma tarraqueta lá no nosso solo nordestino, já que essa é a graça da C do B: fazer com que todo e qualquer brasileiro Rubro-Negro do país tenham o prazer de ver o Mengão em casa. 2 a 0 pro Flamengo.

Flamengo até morrer!

cornetada vitoriana nº 136: tudo normal

A Mão classifica a gente de novo. Valeu, Felipe!

Nada mais normal para um domingão de Páscoa que o Flamengo passar o rodo geral nos minguadinhos adversários conterrâneos. Como diz minha irmã, ah, para! Alguém com a consciência moral em uma escala acima do plancton tinha alguma dúvida de que atropelaríamos o Flor hoje? Confesso que, dada a nossa semana complicada e ao êxtase provocado nas tricoletas pela suada e milagrosa classificação na Liberta, o que só veio a postergar um pouco o mico florminensista na competição sulamericana, achei que a vaca ia pro brejo hoje. Mas foi o tempo de um cigarro somente pra voltar à realidade e lembrar que a tendência do caos é chegar à normalidade. Porque não há nada mais normal que o trunfo rubro-negro sobre a rafaméia das pequenas agremiações que formam os demais adversários da freguesia carioca.

Nem o vexatório apito amigo de sempre, com direito a pênalti não marcado e gol em franco, claro, limpo e óbvio impedimento conseguiram tirar do Flamengo o que é seu por direito: vaga na final de qualquer torneio que dispute. E, ironia das ironias, a vitória veio nos pênaltis. Engraçado era ter a impressão de que o ridículo Num-Sei-Quê Vassols, árbitro da contenda dominical que conseguiu a proeza de pertencer e despertencer ao quadro da Fifa, poderia não ter marcado a sequência de pênaltis que nos consagrou contra finalistas da TR. Ia ser curioso…

É isso, mais uma classificação catequética e doutrinadora, deste time que pode nem ser o melhor guaraná do deserto, mas é, sim, invencível.

Quarta tem Horizonte pela C do B. Bom, pequeno por pequeno, já destruímos um hoje, vamos destruir uma na quarta e outro no domingo. Esse último atende pelo nome de Vice da Gama. Precisa falar alguma coisa?

Flamengo até morrer!

scout: 2011 – jogo 20

Flamengo 1X1 Horizonte
20/4/11
Copa do Brasil
Gol: Wanderley, 17′, 1T.
No ano: 14V, 6E, 0D; 80%; 36 gols pró, 13 gols contra
Thiago Neves – 6
Wanderley – 6
Deivid – 5
Ronaldinho – 5
Renato Abreu – 4
Diego Maurício – 2
Guilherme Negueba – 2
David Braz – 1
Hamilton (Duque de Caxias) – 1
Jean – 1
Léo Moura – 1
Ronaldo Angelim – 1
Vander – 1

copa do brasil 2011: flamengo x horizonte – 20/4/11

Olha, se não der Flamengo amanhã, fácil, por uns 3 a 0, temos que repensar nossa existência e tomarmos cuidado pra não virar foguinho, vice da gama ou florminenC.

Flamengo até morrer!