Tag Archives: Mengão

Flamenguidade: tem Manto Sagrado novo na área, mané!

Nova camisa Flamengo
Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 41: Putz!

emblema flamengoQue jogo! Como é bacana ver o Mengão jogar contra times de verdade… Flamengo X Inter de PA, quarta-feira, 13 de maio de 2009, no Maraca, pela CdoB, foi impagável! Menos para os 53 mil felizardos que viram o Fla massacrar o queridinho da imprensa no Maior do Mundo ontem. Foi o tipo do jogo que valeu a pena gostar de futebol por anos. Não pelo fato de o Internacional ser considerado o melhor time do Brasil. Mas porque o Mengão mandou demais. Pena que 30 mil Rubro-Negros deixaram de ver isso ao vivo, in loco. Azar deles. Em jogo em que Toró, Willians, Klebs, Ibs, Juan e Bruno mandaram demais, ingresso não é ingresso, é couvert artístico. Botamos o badalado Colorado, time de respeito, que merece começar com letra maiúscula, na roda, a nossa mercê. Dominamos geral, atacamos o tempo todo, justificamos o trabalho do pintor de traves do Maracanã, de tanto que as carimbamos e, típico, gol foi só um detalhe. 0X0 foi bom pro Inter. Melhor pra nós!

O Imperador não é necessário. É fatal!

Nosso pior adversário chama-se janela. Fica Ibson, fica Bruno, fica Juan, fica Léo Moura.

Flamengo até morrer!

Cornetada Vitoriana nº 38: o Rio é nosso!

flamengo-penta-tri

Não foi fácil. Aliás, foi difícil pra caramba. O Botafogo valorizou, e muito, a nossa conquista. Mas o que os deuses do futebol vociferaram aconteceu. O Mengão ganhou mais uma, mostrou que futebol se ganha no campo, provou que é possível, sim, jogar bem com o elenco que tem e calou a boca de muito corneteiro pro aí. Parabéns ao vicefogo, pela garra e por ter vendido caro o nosso Pentatri. Mas parabéns mais ainda pro Flamengo, sua torcida fenomenal, pros jogadores e, principalmente, pro Bruno, futuro goleiro da Selecinha.

Bom, as boas notícias não param: é Imperador, é novo patrocinador, são novas contratações.

Em compensação, vamos sofrer um bocado na tal janela de transferências do meio do ano. Mais ainda que com a do ano passado. O Ibson tem que ficar!

Como poucos jogadores de fora da Gávea, o capita Fábio Luciano honrou o Manto, menos por seu futebol, que ainda assim é enorme, mais pelo amor ao Clube, pela liderança junto aos jogadores e pela consciência tática pouco comum em jogadores flamengos. Parabéns, Capitão, vai fazer falta.

Será que o Kleberson está queimando minha língua? Será que o cara tá querendo começar a jogar pelo Fla?

Que cenas bizarras as da festa de comemoração do título do Corinthians no Pacaembú, hein! Que papelão!

Flamengo até morrer!

Bem-vindo!

emerson-flamengoDesde o Dimba que tento não depositar esperanças nas contratações maravilhosas de nossos brilhantes dirigentes. Mas tô abrindo uma exceção, louco pra não queimar a língua (ou as pontas dos dedos). Esse cara parece ser diferente, não pela qualidade, que ainda não conheço, mas pelas atitudes e palavras. Estou falando do Emerson, nova contratação flamenga para a temporada. O cara já chegou treinando sem ter sido nem apresentado, foi ao Maraca no primeiro jogo para prestigiar os futuros novos colegas, já participou de rachão e de reunião de jogadores e é mais Rubro-Negro que muito flamenguista por aí. Dá uma conferida nas declarações do cara:

“Estou muito feliz. Este era o meu desejo. Estou aqui porque eu quero. E a diretoria foi muito clara quanto a situação financeira do clube.”

“É o momento mais feliz da minha carreira. O Flamengo abriu as portas e estou aqui porque é um desejo. Tinha outras propostas mais vantajosas, mas vestir essa camisa usada por Zico e Junior, nossa, é uma alegria muito grande. Por paixão e amor você faz coisas que é difícil explicar. Sempre quis jogar aqui. Não sei até quando o dinheiro é mais importante do que isso. Estou fazendo o que meu coração está mandando.”

“Estou aqui para somar forças. Futebol é coletivo. Não estamos falando de tênis. Podemos sair dessa situação. O Flamengo está na briga. Se ganhar na quarta, volta tudo ao normal.”

Esse mereceu um post exclusivo só pra ele…

Flamengo até morrer!

Ano 2009 – jogo 1

Flamengo 1X0 Friburguense
25/01/2009
Taça Guanabara – Campeonato Carioca
Gols: Juan, 10 minutos, 2º tempo

No ano:
1V, 0E, 0D
Gols:
Juan – 1

o time está pronto!

escalacao-mengao2Bruno; Fábio Luciano, Angelin e Aírton; Léo Moura, Williams, Kleberson, Ibson e Juan; Marcelinho e Obina. Esse é o time considerado titular para a estréia no Carioca, contra o Friburguense. Não muda muito em relação ao meu time ideal. De fato, com o Williams no lugar do Vandinho e algumas alterações de posicionamento, e o time é praticamente o mesmo. De bom, a base. De ruim, a base. Me explico: o time vai estar entrosado pro começo do campeonato, o que nenhum outro time do Rio, fora os pequenos (dos quais não sei muito) tem, e isso é ótimo. Ruim é o fato de que o time é praticamente o mesmo dos papelões seguidos do Milhouse no ano passado. Uma constatação possível: ou entendo alguma coisa de futebol e o Cuca está no mesmo nível que eu ou o problema do ano passado não eram os jogadores. Uma constatação certa: eu entendo mesmo é de Flamengo.

Flamengo até morrer!

futebol e economia

cofrinhoEste texto é atribuído ao publicitário Mentor Muniz Neto, diretor de criação e sócio da Bullet, uma das maiores agências de propaganda do Brasil, sobre a crise mundial.

“Vou fazer um slideshow para você. Está preparado? É comum, você já viu essas imagens antes. Quem sabe até já se acostumou com elas. Começa com aquelas crianças famintas da África. Aquelas com os ossos visíveis por baixo da pele. Aquelas com moscas nos olhos. Os slides se sucedem. Êxodos de populações inteiras. Gente faminta. Gente pobre. Gente sem futuro. Durante décadas, vimos essas imagens. No Discovery Channel, na National Geographic, nos concursos de foto. Algumas viraram até objetos de arte, em livros de fotógrafos renomados. São imagens de miséria que comovem. São imagens que criam plataformas de governo. Criam ONGs. Criam entidades. Criam movimentos sociais. A miséria pelo mundo, seja em Uganda ou no Ceará, na Índia ou em Bogotá sensibiliza. Ano após ano, discutiu-se o que fazer. Anos de pressão para sensibilizar uma infinidade de líderes que se sucederam nas nações mais poderosas do planeta. Dizem que 40 bilhões de dólares seriam necessários para resolver o problema da fome no mundo. Resolver, capicce? Extinguir. Não haveria mais nenhum menininho terrivelmente magro e sem futuro, em nenhum canto do planeta. Não sei como calcularam este número. Mas digamos que esteja subestimado. Digamos que seja o dobro. Ou o triplo. Com 120 bilhões o mundo seria um lugar mais justo. Não houve passeata, discurso político ou filosófico ou foto que sensibilizasse. Não houve documentário, ONG, lobby ou pressão que resolvesse. Mas em uma semana, os mesmos líderes, as mesmas potências, tiraram da cartola 2.2 trilhões de dólares (700 bi nos EUA, 1.5 tri na Europa) para salvar da fome quem já estava de barriga cheia. Bancos e investidores. Como uma pessoa comentou, é uma pena que esse texto só esteja em blogs e não na mídia de massa, essa mesma que sabe muito bem dar tapa e afagar”.

Pois é, o que se diz é que um shek ofereceu 100 milhões de libras em troca do Kaká. Pelos cálculos acima, é cerca de 0,5% do necessário para matar a fome do mundo. Isso tudo por um jogador de futebol. E nós não conseguimos contratar nem o Adriano…

Flamengo até morrer!

Hoje é dia de gravata Rubro-Negra

gravata_4O Mengão profissa ganhou o primeiro jogo do ano. Foi por 4 a 1, contra o Tupi de Juiz de Fora. E eis que a gravata Vermelha e Preta sai da gaveta e vem adornar meu pescoço, como em todo dia seguinte a uma vitória do Mais Querido. Tudo bem, é jogo-treino, vale nada, adversário fraco. Mas é vitória, e a Magnética já estava morrendo de saudades de bola na rede. Que continuem os 100% de aproveitamento neste restinho de ano…

Flamengo até morrer!

a primeira do ano

Ontem perdemos a primeira partida do ano. Foi também a primeira eliminação. Pelo menos não foi humilhante, o que abre espaço para que vivamos ainda nossa primeira humilhação, já que sempre tem uma. Pelo menos foi no Sub-18, o que é menos mau. No ano passado, a primeira foi no Carioca, contra o Fluminense e o Tiago Neves. Depois veio o América do México e o Cabañas. No meio do ano, o desmoronamento com os 7 jogos sem vitória em sequência. Atl-MG no Maraca, empate contra Portuguesa e Goiás e derrota na última rodada fecharam nosso caixão.
Um amigo gremista, numa felicidade inexplicável com a derrota dos moleques do Mengão para o Fortaleza que superou até a tristeza pela eliminação de seu time, me disse para atualizar o site com esse jogo. Bom, já está atualizado. Não sem antes fazer um comentário ou dois: Camacho, Bruno Paulo e Jorbison parecem ser bons jogadores. Muito pouco para um clube acostumado a lançar jogadores aos borbotões como o Flamengo.

Flamengo até morrer!

flamengo 2009

Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Ailton, Kleberson ou Toró, Ibson e Marcelinho Paraíba; Vandinho e Obina. Esse é o provável time titular do Mengão para o ano novo. Com a vantagem do entrosamento e das jogadas ensaiadas que não tínhamos mas teremos com o Cuca e a desvantagem da falta de contratações e de pouca gente no banco, até que não faz (muito) feio.
Resta saber se os tais 0Berto e Mota vão mesmo chegar…

Flamengo até morrer!